15 janeiro 2012

Em Guarda

Entre ficar ou partir - As Expectativas dos Jovens do Interior e o Desenho das Políticas : as políticas para os jovens [são] ineficazes quanto à sua fixação. O retrato traçado sobre os jovens transparece contudo algumas ambiguidades, resultado da composição invariável desta categoria e das mudanças económicas e sociais que atravessam o território em que vivem. Desde logo se confirmou o significativo peso das políticas de emprego no desenho das trajectórias pessoais e profissionais dos jovens. A existência de laços fortes estabelecidas com a família e a comunidade revelaram-se como factores que inclinam a balança pela permanência, enquanto a escassez de ofertas de emprego combinada com uma orientação profissional desenquadrada do panorama laboral local indicam uma resposta desajustada às expectativas e aspirações dos jovens, o que contribui para saída destes do Interior.

Sem comentários:

Enviar um comentário