09 outubro 2012

A visão

Ministério das Finanças obriga Cinemateca a cortar nas legendas: "Filmes [...] em língua espanhola, como "Los Muertos", de Lisandro Alonso, vão ser transmitidos na língua original, sem espaço para legenda em português. Poderá haver, contudo, legendagem em outras línguas".
Mas que língua podem "Los Muertos" falar na Cinemateca?!?! Ou o disponível online Nosferatu, sem ninguém se queixar da versão em inglês?!? E sim, é melhor do que a dobragem.
Uma pequena história: há alguns anos, quando ainda existia o Festival de Cinema da Figueira da Foz, um filme polaco foi exibido e traduzido em simultâneo. A senhora no palco traduzia o que via. Ninguém se queixou, nem ninguém percebeu se a tradução foi ou não má, apenas atrasada relativamente ao que se via :) Quem quis ver o filme, ficou até ao fim.
Outra história: se Vasco Granja tivesse emitido na RTP os filmes de animação checos na versão original, quantos portugueses mais não estariam hoje na República Checa, em vez de ocuparem este território à beira-mar plantado?
O nosso grande secretário de estado da cultura, com a complacência do nosso grande ministro das finanças, vê mais longe: a cultura a quem a pode traduzir. Notável, o que estes homens fazem pela cultura. A visão, senhores, que visão!!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário