28 outubro 2012

As palavras perigosas de Aguiar-Branco


O ministro da Defesa, Aguiar-Branco, disse hoje que "os comentadores 'de fato cinzento e gravata azul'" são um "adversário [que] é tão corrosivo, tão arriscado e tão perigoso para a Segurança nacional como qualquer outra ameaça externa”.

Sendo ministro da Defesa, ele sabe que o conceito de ameaça externa já não existe por si:
1) em quase todas as circunstâncias, as ameaças têm actualmente uma vertente interna e outra externa. Assim, em consequência delas dificilmente se poderem distinguir em ameaças internas e ameaças externas, entendemos que as ameaças à segurança interna são essencialmente uma questão das forças e serviços de segurança, mas não estritamente, tal como a concretização de uma ameaça externa não constitui estritamente uma questão militar;

2) A UE reconhece que o conceito de segurança interna não pode existir sem uma dimensão externa, uma vez que a segurança interna está, em grande medida, cada vez mais dependente da segurança externa. [E no] que resume o actual estado do debate político e conceptual na UE, a segurança interna e externa são contempladas como componentes indissociáveis.

Ou seja, o que o ministro está a dizer é que esses comentadores são uma ameaça interna?

Sem comentários:

Enviar um comentário