18 dezembro 2014

A quem pertence o fax do GES?



A TVI revelou esta quarta-feira gravações no âmbito do Grupo Espírito Santo. Recebeu um fax de um número alegadamente da Espírito Santos Resources que depois não conseguiu contactar.

Curiosamente, esse número de fax é atribuído à embaixada do Paraguai em, pelo menos, três sites: aqui, aqui e ainda neste.

Já o Twitter ou o Facebook da embaixada do Paraguai em Portugal remetem para o blogue local, onde o número de fax é diferente.

O Grupo Espírito Santo não esconde que esse é o seu número de fax, sabe-se que a morada em Lisboa serviu para outras empresas do Grupo (exemplo), e que a família tem propriedades no Paraguai.


Mas a confusão é ainda maior: o www.es-resources.com está agora "não disponível"- e era aparentemente do grupo Publicis -, enquanto o número de telefone é também da Rio Forte Investments mas numa outra morada em Lisboa...

Confusos?

15 dezembro 2014

De que falam eles quando falam da TAP?

O PS fala do primeiro "MEMORANDO DE ENTENDIMENTO SOBRE AS CONDICIONALIDADES DE POLÍTICA ECONÓMICA": "O Governo compromete‐se a ir ainda mais longe, prosseguindo uma alienação acelerada da totalidade das acções na EDP e na REN, e tem a expectativa que as condições do mercado venham a permitir a venda destas duas empresas, bem como da TAP, até ao final de 2011".

Ou, na versão original em inglês do "MEMORANDUM OF UNDERSTANDING ON SPECIFIC ECONOMIC POLICY CONDITIONALITY": "The Government commits to go even further, by pursuing a rapid full divestment of public sector shares in EDP and REN, and is hopeful that market conditions will permit sale of these two companies, as well as of TAP, by the end of 2011".

O PSD fala do Programa do XIX Governo: "Alienar a totalidade das participações na EDP e REN, preferencialmente até ao final de 2011, e garantir que sociedades cujo objecto seja a produção, distribuição ou comercialização de energia (como a EDP) não possam, directa ou indirectamente, imediata ou diferidamente, ter posições de controlo da REN. Alienar também a totalidade das participações na TAP. (...)

O modelo de privatização da TAP será definido dentro dos seguintes parâmetros:
- Manutenção da imagem de “companhia-bandeira”;
- Manutenção das suas principais operações baseadas no aeroporto de Lisboa;
- Manutenção do serviço de transporte aéreo para as ilhas

No que diz respeito à TAP e à ANA, serão definidos de forma articulada os respectivos modelos de privatização, ponderando, no caso da ANA, a transferência dos aeroportos da Madeira e dos Açores para a respectiva tutela".

Está de chuva...

13 dezembro 2014

Sociedade Portuguesa de Autores e sites pessoais

Eu,

perante uma cooperativa com 26 mil autores dos quais apenas votam 301, na que é "a maior votação de sempre na história da instituição";

perante "a SPA em todo o seu esplendor";

perante a "estratégia da SPA para a ruína dos autores nacionais";

perante, entre 2014 e 2020, a "busca incessante de novas áreas de cobrança no digital" pela SPA e o seu "reforço da capacitação dos serviços de documentação, classificação e distribuição, assim como  da informática, com os meios humanos e técnicos necessários à cobrança do digital";

perante, em 2015, a "busca incessante de novas áreas de cobrança no digital";

perante o processo algorítmico (ou "poderosa ferramenta") SPADigital para cobrança do direito de autor;

perante "a expectativa de algum crescimento no sector do 'licenciamento múltiplo'", nomeadamente na Internet, para 2015;

perante uma tabela de pagamentos/licenciamentos para streaming em sites pessoais e mesmo não-comerciais como esta:



eu teria algum cuidado com o que publicava num blogue ou site pessoal e pudesse abranger direitos de autor e conexos.