30 agosto 2006

TECNOSFERA

Então o .PT foi liberalizado e ninguém diz nada: Claramente estamos a falar de uma variante de cybersquatting à Portuguesa. Digo variante porque alguns dos sites até têm negócio próprio nos domínios. Os outros estão claramente à venda, coisa que as regras da FCCN se bem me lembro proíbem, já que em caso de "marcas" (que mais poderiam ser), o site tem de ter o conteúdo de acordo com a classe de registo da marca. But who's checking...
Por isso, da próxima vez que alguém vier com a conversa "ah e tal, em Portugal é difícil registar um domínio .pt, a FCCN é uma burocrata chata" já sabem onde o mandar...Quem se deve estar a governar com isto é o INPI, if you know what I mean.

Sem comentários:

Enviar um comentário