31 outubro 2013

Do guião do Estado


visto aqui e aqui 

No Twitter:
Lamento mas, depois de lido, este guião para "Um Estado confiável" não é de reforma do Estado, é um fracote programinha de governo.

"nível de carga fiscal suportado pelos portugueses é, em termos europeus, elevado, face ao nosso nível de vida". Guião dixit...

Do guião: "deve debater-se um valor máximo para as pensões que o Estado paga". Concordo, tal como um valor máximo de descontos...

 Do guião: "objetivo assumido para 2020 de ter 40% dos jovens de 30 a 34 anos com diploma superior" é do Europa 2020 ow.ly/qlhbY

Guião propõe “escolas independentes”, c/ propriedade e gestão de professores, em contratualização c/ Estado de serviço e uso de instalações

Estratégia Crescimento, Emprego e Fomento Industrial (2013-2020) será proximamente atualizada também para "dobrar o investimento em I&D"...

Portas podia ter poupado no espaçamento entre parágrafos no guião. Poupava nas fotocopiadoras e no desperdício de papel...

Aviso à navegação: "travámos novas PPP mas temos de suportar efeitos contratuais (...) que têm impacto financeiro agravado a partir de 2014"

"qualquer reforma do Estado terá como primeiro objectivo ajudar a restabelecer e a manter a soberania de Portugal". Ahn?... [do guião]

O défice em 2010 era de 9,8%. Em 2012 "baixou para 5,5%". A dívida pública de 2011 era 108%, e depois? Não se sabe, o guião não diz...

Coitado do Negócios (ou outro) se fizer "fact checking" ao guião para a reforma do Estado ow.ly/qldwW Vai ser uma trabalheira!

Já disponível, num ecrã perto de si: Um Estado melhor - guião para a reforma do Estado ow.ly/qkZVc
   
do António Granado: "Democracia" e "constituição" não aparecem uma única vez.

Sem comentários:

Enviar um comentário