25 abril 2013

Algo a festejar: Happy Birthday, DNA!

Today marks the 60th anniversary of the publication in Nature of three papers describing the structure of DNA.

Moças Nagragadas

É triste quando se chega a isto, 39 anos depois:



1 - O cigarro adverte: "o governo faz mal à saúde!"
2 - Não roube, “o governo detesta concorrência.”
3 - Errar é humano. “Culpar outra pessoa é política.”
4 - Autarcas portugueses "São os mais católicos do mundo. Não assinam nada sem levar um terço.
5 - Se bem que… "o salário mínimo deveria chamar-se gorjeta máxima".
6 - Feliz foi Ali-Babá que "não viveu em Portugal e só conheceu 40 ladrões!!!..."
7 - Não deixe de assistir "ao horário político na TV: Talvez seja a única oportunidade de ver políticos portugueses em "cadeia nacional".
8 – O maior castigo "para quem não se interessa por política é que será governado pelos que se interessam."
9 - Os políticos "são como as fraldas... Devem ser trocados com frequência, e sempre pelo mesmo motivo...
10 - Os líderes "das últimas três décadas ou sucedem a si próprios ou então criam clones dos seus tiques."
11 - Os partidos "tomaram conta do Estado e puseram o Estado ao seu serviço."
12 - A frase do dia é de Alberto João Jardim: - O que pensa sobre o aborto?!... - Considero-o um péssimo Primeiro-ministro e está a governar muito mal o País.
13 - Notícia de última hora!!! - “Fiscais da ASAE, (brigada de inspecção da higiene alimentar), acabam de encerrar a Assembleia da República.“ Motivo: Comiam todos no mesmo tacho!
14 – Bom para Portugal!!!!! "Sou totalmente a favor do casamento gay entre os políticos. Tudo que possa contribuir para que eles não se reproduzam é bom para o país..."
15 - Candidatos: "Antigamente os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas; hoje em dia, pedem votos".
16 - País desenvolvido "não é onde o pobre tem carro, é onde os políticos usam transporte público".
17 - Austeridade é quando "o Estado nos tira dinheiro para pagar as suas contas até deixarmos de ter dinheiro para pagar as nossas".  
(texto de autor anónimo, imagem roubada ao José L. Diniz no Facebook)

Donos de Portugal

13 abril 2013

Joel Compass ("Back To Me")

Para quem diz que Governo não olha para o futuro

No âmbito dos seus documentos oficiais, o Governo já tem preparado o 6.º Relatório da Comissão de Acompanhamento e Avaliação dos Impactos da Seca, que será publicado a 2013-05-25 às 11:52. Também o 7.º Relatório da mesma Comissão já está disponível para ser publicado a 2013-06-19 às 11:53, enquanto o 8.º Relatório da referida Comissão já foi publicado para 2013-07-16 às 11:56.

07 abril 2013

Como mudar isto?

Em 2010:
Passos Coelho quer responsabilização civil e criminal por maus resultados da economia: O líder do PSD defendeu a responsabilização civil e criminal dos responsáveis pelos maus resultados da economia do país, para que não continuem “a andar de espinha direita, como se não fosse nada com eles”.

Se nós temos um Orçamento e não o cumprimos, se dissemos que a despesa devia ser de 100 e ela foi de 300, aqueles que são responsáveis pelo resvalar da despesa também têm de ser civil e criminalmente responsáveis pelos seus actos e pelas suas acções”, referiu Pedro Passos Coelho, que falava em Viana do Castelo, durante um jantar promovido pelo PSD de Barcelos.

Na sua intervenção, Passos Coelho sublinhou ainda que o país precisa de uma cultura de responsabilidade. “Não podemos permitir que todos aqueles que estão nas empresas privadas ou que estão no Estado fixem objectivos e não os cumpram. Sempre que se falham os objectivos, sempre que a execução do Orçamento derrapa, sempre que arranjamos buracos financeiros onde devíamos estar a criar excedentes de poupança, aquilo que se passa é que há mais pessoas que vão para o desemprego e a economia afunda-se”, referiu.

Para o líder social-democrata, “não se pode permitir que os responsáveis pelos maus resultados “andem sempre de espinha direita, como se não fosse nada com eles”. “Quem impõe tantos sacrifícios às pessoas e não cumpre, merece ou não merece ser responsabilizado civil e criminalmente pelos seus actos?”, questionou.


Em 2013:
Procuradora do MP: “a decisão política pelo endividamento não constitui ilícito criminal”: “A decisão política de optar pelo endividamento (…) não constitui, em si mesma, ilicito criminal”. Esta é a frase que se pode ler no arquivamento do processo do Movimento Revolução Branca no mês passado.

O documento, continua, indicando que “Decisões desta natureza podem resultar de uma perspectiva ideológica ou escola económica, sufragada pelo voto democrático”.

Sessão da tarde: Caldera

Falta de imaginação da Disney: trailer de "Planes" (e depois os "Trains"?)