27 janeiro 2016

Coisas (ainda) das eleições


Marcelo Rebelo de Sousa obteve um máximo de 92.05% na freguesia de Rego (concelho de Celorico de Basto, onde tem raízes familiares). Registou ainda uma percentagem de votação acima de 90% em mais três freguesias e acima de 50% em 2257 das 3092 freguesias do país. Marcelo obteve a maioria dos votos válidos em 2943 das 3092 freguesias do país.

Sampaio da Nóvoa recolheu maior percentagem de votos nas freguesias de Nossa Senhora da Graça dos Degolados (concelho de Campo Maior) e de Cunheira (concelho de Alter do Chão), com 52.86% e 52.8% dos votos, respetivamente.

Marisa Matias obteve o seu máximo de votação na freguesia onde passou a infância, Vila Seca e Bem da Fé (concelho de Condeixa-a-Nova), com 49.1%.

Maria de Belém registou maior votação na freguesia de Fiães (concelho de Melgaço), com 23.17%.

Edgar Silva conseguiu maior votação na freguesia de São Martinho (concelho de Alcácer do Sal), com 59.39% dos votos. Na freguesia de Alcórrego e Maranhão (concelho de Avis) também obteve mais de 50% dos votos (53.1%).

Vitorino Silva obteve maior expressão eleitoral na sua freguesia natal, Rans, onde foi o candidato mais votado com 60.93% dos votos.

Paulo de Morais conseguiu um máximo de 10.07% dos votos na freguesia de Cabaços (concelho de Moimenta da Beira).

Henrique Neto obteve a sua maior votação na freguesia de Marinha Grande (onde viveu na infância), com 5.75%.

Jorge Sequeira registou um máximo de 5% em Celas (concelho de Vinhais).

Cândido Ferreira obteve maior votação na freguesia de Urra (concelho de Portalegre), com 9.24%.

Fonte: Marktest

Sem comentários:

Enviar um comentário